Saia do Ninho

"Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo vosso Pai celeste as sustenta."

Mat. 6:26

  É interessante observarmos o que acontece com as aves do céu: o Senhor as alimenta sem que elas plantem ou semeiem. Como isso ocorre? É certo que Deus não lança o alimento dentro de seus ninhos. Elas precisam sair e buscar o alimento lá fora.

A provisão de Deus está lá fora, na própria natureza. As aves só têm o trabalho de sair do ninho para recolher o alimento que está na natureza, criado por Deus.

Lembro-me de que quando Israel estava diante de Canaã foram mandados espias para sondar a terra. Aqueles 12 espias percorreram toda a terra e viram que ela tinha tudo o que o Senhor prometeu. Mas ficaram atônitos diante de seus habitantes. Somente dois estavam encorajados a sair do ninho da tranqüilidade, do sossego, da segurança, para encarar aqueles homens e tomar posse da herança que o Senhor estava lhes dando.

É isso o que acontece. Muitas vezes o ninho em que estamos é quente, confortável e não queremos sair para lutar lá fora para tomar posse do alimento que Deus tem preparado para nós. Um pássaro, ao sair à procura de seu sustento, corre o risco de ser atacado por um gato ou morto por algum outro depredador. Mas ele não se preocupa com isso. Vai e encontra o alimento e o leva no bico para seus filhotinhos no ninho. Assim deve ser com o homem. Existe muito dinheiro espalhado pelo mundo afora. Por que alguns conseguem lançar mão dele e outros mendigam? O que acontece é que muitos colocam-se no trajeto do dinheiro e o captam de forma criativa e inovadora. Alguém, por exemplo, sabe que as pessoas precisam se alimentar, então montam uma mercearia na esquina e troca alimentos por dinheiro. As pessoas pagam com prazer pelo que precisam. Outros descobrem que alguém está com o lote cheio de mato e vão até o proprietário e entregam o lote limpo a troco de dinheiro. Outros percebem que estudantes saem da escola com fome e, então, oferecem cachorro quente e refrigerante a troco de dinheiro.

Desta forma, vão crescendo e usando aquilo que Deus lhes dá para buscar seu próprio sustento.

Quando a águia percebe que seus filhotes já estão com penas, elas agitam seu ninho para que fique desconfortável para que seus filhotes saiam e aprendam a voar e buscar seu próprio alimento.

Muitas vezes isso acontece conosco para que tenhamos a coragem de sair à procura do sustento que está à nossa espera na natureza que Deus criou. Deus deu ao homem o maior patrimônio: a imaginação criativa.

Crie, inove, invente, todo problema é uma oportunidade disfarçada.

 Pastor Pedro S. Neto

pastorpedro@terra.com.br