JOSIAS, EXEMPLO DE VIDA

Pr. Pedro S Neto

Igreja Evangélica Gileade

TEXTO:  II Reis 22 e 23.

I – INTRODUÇÃO

            Jesus disse: “onde estiver o vosso tesouro, aí estará o vosso coração”. Mat. 6:21.

            Queremos, neste pequeno estudo, observar o coração do rei Josias, que tinha como seu tesouro a obediência à Palavra de Deus. Foi ricamente abençoado e ainda estendeu essa bênção a muitas pessoas, através do grande desejo de fazer a vontade do Senhor.

 II – JOSIAS FAZ A REPARAÇÃO DO TEMPLO

             Entendemos pela Palavra do Senhor que o Templo do Senhor é o nosso corpo. I Cor. 6:19: “ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós...”.

            A obra de Josias começa com a reparação do templo. Nessa reparação existem alguns requisitos para acertarmos com o Senhor. Eis alguns:

1)      Fazer o que é justo e reto diante do Senhor.

a.       II Reis 22:2 – Deus é um Deus justo e reto, e, para andarmos com Ele, é necessário que andemos em justiça e retidão.

 2)      Imitarmos a fé e a vida daqueles que são um exemplo para o povo de Deus.

a.       Josias andou no caminho de Davi, seu pai, homem segundo o coração de

      Deus. Os que andam com o Senhor são um exemplo de fé e de vida  para

      seus familiares e observadores. Nossos passos são vigiados pelas pessoas

      e nossa conduta, nossa maneira de falar, agir, fazer as coisas, estão sendo

      observadas por uma nuvem de testemunhas. Por isso, devemos ter  muito

      cuidado com os nossos passos. Eles podem levantar a fé de alguém      ou

      simplesmente jogar na lama.

             Josias começou a obra no templo fazendo o reparo das fendas, ou brechas. Sim, temos de tirar todas as brechas que por ventura existam em nossa vida para não darmos acesso legal a demônios para nos atormentar. Os demônios não entram sem ter acesso legal. O diabo não entrou na vida de Adão e Eva enquanto eles não abriram a brecha para que ele pudesse entrar. Notamos que assim que eles abriram a brecha, Satanás entrou  e implantou a morte, a maldição, as tristezas, os hospitais, os cemitérios, etc. E Josias sabia que era necessário tirar todas as brechas para que o templo do Senhor não fosse invadiro por inimigos.

              Existem muitas brechas que precisamos fechar. O fingimento é uma terrível brecha. Quantos que sorriem para o irmão, mas por trás falam mal e o criticam. Quantos são infiéis, indignos de confiança. Não se pode confiar nada a eles, pois são traidores por natureza. Quantos falam a mentira por temer expor suas verdadeiras identidades. Usam máscaras para esconderem suas verdadeiras faces. Podemos ainda citar outros exemplos de brechas:

-         Ódio: muitos não conseguem perdoar. Guardam mágoas e ressentimentos por toda a vida. São, por isso, amargurados de espírito.

-         Feridas: quantos foram machucados e não conseguem se libertar seus opressores. Essas feridas nunca podem cicatrizar-se por falta de perdão.

-         Causadores de feridas: quem feri não sente a dor da ferida. Por isso, logo se esquece de que machucou alguém. Por outro lado, quem foi ferido, jamais esquece. Por isso, é importante pedirmos perdão a quem magoamos para não ficarmos presos no ódio.

-         Faudar: fraudar é lesar, é roubar com engano. Quantos que roubam o caráter de alguém, que roubam sua reputação, sua honra perante Deus e a sociedade. Quando um homem desonra uma virgem, ele está roubando-lhe a honra perante Deus e a sociedade e, pior ainda, perante sua família. Quantos fraudam irmãos, servindo-lhes de tropeço para que venham a cair no erro. Os fraudadores são um mal abominável, uma brecha terrível que precisa ser fechada.

 III – JOSIAS TRAZ NOVAMENTE A PALAVRA DE DEUS

             II REIS 22:8. A Palavra de Deus estava escondida, deixada pra lá. Ninguém se importava com ela. Mas a dedicação de Josias fez com que ela viesse a ser descoberta e trazida novamente para o seu lugar. A Palavra de Deus está escondida de muitos, jogada nos porões da vida ou abandonada nos cantos da casa. Quando se restaura as brechas é necessário preencher o templo com a Palavra do Senhor. Nosso lar precisa ser preenchido com o conhecimento de Deus. Josias fez com que o sacerdote tomasse a Palavra e consultasse o Senhor para fazer um concerto de vida com Deus. Então, a Palavra é que nos leva a concertarmos nossas vidas perante o Senhor.

            Fazer concerto com o Senhor é estabelecer aliança com o Deus Vivo. Josias fez uma aliança com o Senhor para o servir e o adorar. Quando Josias fez a aliança, o Espírito de Deus veio com Seu Poder restaurador. II Reis 22:14-20.

            A aliança de Josias com o Senhor o guardou do juízo que Deus disse que traria sobre a terra naqueles dias. Sim, isso é tremendo. A nossa aliança com o Senhor nos dá direito ao arrebatamento para não termos de participar da grande tribulação que há de vir sobre toda a terra. I Tess. 4:13-18.

 IV – JOSIAS CHAMA O POVO PARA RENOVAÇÃO DO PACTO COM O SENHOR

             Josias, como rei, levou o povo que estava sob sua responsabilidade a renovar o pacto com o Senhor. II Reis 23. Ele leu a Palavra do Senhor para todo o povo e se pôs junto à coluna e fez um concerto com o Senhor para andarem nos Seus Caminhos e em obediência à Sua Palavra.

            É isso o que mais precisamos nesses dias de completo abandono à Palavra do Senhor. Devemos levar todos aqueles que estão debaixo de nossa autoridade ou tutela a fazer um concerto com Deus e voltar novamente aos Seus Caminhos.

            Isso trará os tempos de refrigério pela presença do Senhor. Atos 3:19.

 V – CONCLUSÃO

             Em Josias temos um exemplo de restauração de vida e fé na presença do Senhor. Ele nos deu a amostra de que quando alguém quer mesmo, se consegue. Ele nos mostra que podemos nos levantar para sermos reparadores de brechas. Mostrou-nos a importância do restabelecimento da aliança com o Senhor e com Sua Palavra.

 

Pr. Pedro S Neto

Pastorpedro@terra.com.br