COMO SERÁ O SEU FUTURO?

 Pr. Pedro Soares Neto

 I - INTRODUÇÃO

             DETEURONÔMIO 30:19.

           

            Muitas pessoas acham que o futuro é algo desconhecido, que não se pode mudar ou alterar. Mas o nosso Deus nos dá uma idéia muito clara do que podemos fazer com relação ao nosso futuro. Ele nos ensina na Sua Palavra que podemos fazer uma “escolha” com relação a isso. E, essa escolha afetará de forma decisiva o nosso futuro. Deus nos deu gratuitamente o poder de escolha, o livre arbítrio. Somos livres para fazer nossa escolha.

 

II - PODEMOS ESCOLHER NOSSOS FUTURO?

 

            Sim. Deus quer que façamos nossa escolha já. Em Deut. 30: 19, Ele nos diz: “O céu e a terra tomo hoje por testemunhas contra ti de que te pus diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.” Foi-nos dado o  direito de escolher entre a vida e a morte, entre a bênção e a maldição. Mas, lembramo-nos de que a escolha não é apenas a manifestação de um desejo, pois podemos desejar alguma coisa sem, contudo, fazer qualquer coisa para tê-la. Posso desejar comer uma fruta sem fazer qualquer esforço para comprá-la e come-la. Posso desejar viajar para um determinado lugar sem fazer qualquer esforço para comprar a passagem para lá. Assim, entendemos que escolha tem de ser acompanhada de “determinação”. Quando estamos determinados a fazer qualquer coisa, aí sim, temos uma escolha segura.  O Senhor nos deu o livre arbítrio ou vontade própria para determinarmos nosso futuro: Vida ou morte.

            Somos sempre levados pelo Senhor para um lugar onde temos de exercer nosso direito de escolha. Quando Ele mandou o dilúvio, ao homem foi dado o direito de escolher entre a Arca ou as águas do dilúvio. Quem fizesse a opção pela Arca, viveria, quem optasse pelas águas, morreria. Noé e sua família escolheram a arca, por isso foram salvos.

            Precisamos entender que o que está em jogo é a vida ou a morte. O Senhor diz: “Hoje, se ouvirdes a Sua Voz, não endureçais os vossos corações...” Hebreus 3:15. Endurecer o coração para a mensagem do Senhor é uma escolha.

           

III - A MELHOR ESCOLHA

 

            Em Gálatas 5: 16, 17: “Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis.” O espírito do homem luta contra o Espírito de Deus. Os desejos são opostos. A nossa carne deseja coisas que desagradam a Deus. Por isso, há uma batalha dentro do homem que tem o Espírito de Deus. A escolha da carne é morte e a escolha do Espírito de Deus é vida. A quem você dará ouvidos: a Deus ou a você?

            Em Romanos 8:6: “Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.”     Na verdade, o que o Senhor deseja é que o velho homem morra para que possa viver o novo homem.

            Entendemos assim que a melhor escolha é aquela direcionada pelo Espírito de Deus em nossa vida.

 

IV- BÊNÇÃO E MALDIÇÃO É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA

 

            Sim, não há maldição sem causa. Provérbios 26:2 “Como o pássaro no seu vaguear, como a andorinha no seu voar, assim a maldição sem causa não encontra pouso.”

             Quando oramos a Deus e não recebemos  resposta alguma, o ideal seria fazer um exame de nossa vida na presença do Senhor para buscarmos a origem do possível impedimento. Se o Senhor nos mostrar que o impedimento é algum pecado, devemos consertar imediatamente para estabelecer novamente o fluxo livre ente nós e o Senhor. O cristão não pode viver com o canal obstruído diante do Senhor.

            Um dia Josué mandou alguns homens lutar contra a cidade de Ai. Ele achou que seria fácil derrotar aquela cidade porque a mão do Senhor era com ele. Mas, para surpresa sua, os homens daquela cidade venceram e humilharam os homens de Israel. Então, Josué parou, vestiu pano e saco e se humilhou diante do Senhor para saber porque houve aquele fracasso diante de seus inimigos. O Senhor revelou que havia pecado em Israel. Acã pecou contra o Senhor pegando o anátema. Por isso, Israel não pode resistir diante de seus inimigos. Assim sendo, Josué corrigiu o erro e o Senhor voltou a abençoar Israel. Josué 7: 1-26. Acã fez uma escolha errada e, por isso,  morreu ele e sua família. Existem escolhas que além de nos prejudicar, prejudica aqueles que nos rodeiam.

 

V - CONCLUSÃO

 

            Jeremias 21: 8: E a este povo dirás: Assim diz o Senhor: Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte.

            A escolha é nossa.

 

Pr. Pedro Soares Neto

pastorpedro@terra.com.br