CONVENCIDO OU CONVERTIDO

Pr. pedro Soares Neto

19/02/2002

 

 

I – INTRODUÇÃO

 

                        Muitas pessoas passam grande parte de suas vidas “convencidas” de que são “convertidas”, mas na verdade, estão enganadas, pois precisam urgentemente de se converterem ao Senhor. Elas acham com toda sinceridade que estão prontas para ir com Jesus até à prisão e à morte, mas, na realidade, não estão. Nossa conversão precisa ser genuína. (Lucas 22: 31-34)

 

II – MUITOS ANDAM COM JESUS MAS NÃO SÃO CONVERTIDOS

 

                        O Senhor deixou registrado em Sua Palavra a experiência de Pedro para nos servir de exemplo. Pedro caminhou com o Senhor três anos e meio, viu milagres extraordinários, ressurreição de mortos (o filho da viúva, e também Lázaro), ainda teve a grande oportunidade de andar sobre as águas, mas mesmo assim não era convertido (Lucas 22: 32). Isso nos mostra claramente que é preciso mais do que simplesmente “andar com Jesus”, é necessário “andar nele” (I João 2: 6).

                        Sabemos, também, dos setenta discípulos que andaram bom tempo com Jesus, expulsaram demônios (Lucas 10: 1-20), operaram milagres, mas não eram convertidos, apenas estavam “convencidos”. Quando o Senhor proferiu uma palavra mais dura, eles escandalizaram e voltaram para trás (João 6: 60-66). O crente que é apenas convencido não suporta palavras duras de se ouvir. São como casca de ovo, quebram atoa.

                        O povo que saiu com Moisés do Egito estava “convencido” de que Deus enviara aquele seu servo para os tirar de lá, mas não se converteram a Ele. Eles presenciaram os grandes milagres que o Senhor operou diante de faraó para libertá-los, viram o mar se abrir, a coluna de fogo e a nuvem  que os cobria de noite e de dia, mas mesmo assim, murmuraram contra o Senhor e Moisés e morreram no deserto (Êxodo 17: 2, I Crônicas 10: 1-5). Vemos que mesmo apesar de andarem na presença do Senhor não eram convertidos, por isso não subsistiram.

                        Da mesma forma hoje muitos estão firmados em doutrinas de homens e julgam os outros que não andam segundo esses mandamentos inventados por homens carnais. Julgam-se donos da verdade e condenam a todos os que não têm aparência externa de “crente”. Procedem da mesma forma que o fariseu que condenou o publicano (Lucas 18: 9-14). O Senhor Jesus disse: “Lava primeiro o interior do copo que o exterior ficará limpo” (Mateus 23: 26).

                        Geralmente o crente convencido é aquele que sabe cuidar muito bem de sua faxada, mas em seu interior está morto.

 

III – É NECESSÁRIO CONVERTER

 

                        Jeremias fez uma oração juntamente com o povo: “Converte-nos a ti, Senhor, e seremos convertidos.” (Lamentações 5: 21). Sim, o Senhor diz que há necessidade de sinceridade em sua presença e genuíno arrependimento (Atos 2: 37, 38). Devemos sentir nossas misérias, lamentar e chorar; precisamos achegar-nos a Deus, limpar as mãos pecadoras, purificar nossos corações. Precisamos nos humilhar perante o Senhor para que ele nos exalte. (Tiago 4: 7-10).

                        A verdadeira conversão nos leva ao desvio dos maus caminhos, e a humilharmo-nos  diante do Senhor para que Ele ouça nossas orações e sare a nossa vida. (II Crônicas 7: 14). A genuína conversão trás a cura (Atos 28: 27).

                        O apóstolo Paulo era um homem religioso, sincero em sua crença. Ele até perseguia os cristãos julgando estar prestando um serviço a Deus. Ele respirava ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor. (Atos 9: 1). Mas no caminho de Damasco teve um encontro com o Senhor que mudou completamente sua vida. Nunca mais foi o mesmo. (Atos 9: 3-6). Ele deixou sua carne morrer para que Cristo vivesse nele. (Gálatas 2: 20). Tinha em seu corpo as marcas do Senhor Jesus (Gálatas 6: 17). É disso que precisamos, um verdadeiro encontro com Jesus que nos transforme completamente para nunca mais sermos os mesmos.

 

IV – CONCLUSÃO

 

                        O Senhor Jesus não confia em crentes convencidos (João 2: 23-25). Aqueles que andam com o Senhor apenas porcausa dos sinais são crentes convencidos que precisam de uma verdadeira conversão diante do Senhor. (João 3: 3 e 5). O verdadeiro cristão sabe que fora do Senhor não há salvação (João 6: 67-69).

 

Pr. Pedro Soares Neto

pastorpedro@terra.com.br

pedrosn@hotmail.com