IGREJA EVANGÉLICA GILEADE– IEGI

7ª Aula – UM PASSO PARA A VITÓRIA
Pr.Pedro S Neto

Classe A

I - INTRODUÇÃO

A vitória pode estar a um passo, assim como também a derrota. Basta tomarmos uma decisão perdoar ou não. O Senhor Jesus condicionou a liberação de paz ao nosso coração à resposta que damos aos que nos ofendem. Marcos 11: 25.

II - A PRISÃO OU CATIVEIRO

O Senhor Jesus fez uma ilustração um dia dizendo que um homem foi perdoado de todas suas ofensas e ficou muito alegre. Mas ele tinha um coração perverso, pois quando aqueles que lhe deviam vieram pedir misericórdia, ele não perdoou nenhum, antes exigiu que lhe pagassem tudo. Assim, quando o Senhor ficou sabendo, veio a ele e exigiu-lhe o pagamento de tudo que ele devia, pois não usou de misericórdia com os seus devedores.

O Senhor espera o mesmo de nós, ou seja, que quando buscarmos o seu perdão nós também estejamos dispostos a perdoar àqueles que nos ofendem.

Reter perdão é perigoso pois pode prender tanto a pessoa que ofendeu quanto a que foi ofendida. João 20:23. Reter contraria a ordem de Jesus que diz: “E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. Marcos 11: 25. Se retivermos o perdão corremos o risco de nosso perdão também ficar retido.

Ai ficamos num cativeiro, pois os pecados ficam retidos, sem perdão. Dessa forma não teremos como agradar a Deus. Por isso, é muito importante não guardarmos mágoas nem ressentimentos, pois isso só traz derrota na vida do cristão. Existem pessoas que ficam aprisionadas em maldições durante muito tempo porque são incapazes de liberar perdão para aqueles que lhe ofendem.

III – LIBERAR PERDÃO TRAZ VIDA ABUNDANTE

O Senhor Jesus nos dá uma ordem muito clara mas difícil de ser cumprida por muitos por causa da dureza dos corações: E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe. Lucas 17: 4.

Não vale a pena reter perdão a ninguém, nem mesmo àquele pior inimigo, pois isso nos impediria de ter acesso à vida abundante que o Senhor nos prometeu. Uma vida em paz vale mais do que qualquer tipo de vingança. A vingança produz ódio, e o ódio traz amargura e a amargura produz doenças em nossos organismos. E, o pior, ela contamina a muitos, trazendo consequências danosas para toda a igreja do Senhor. Hebreus 12:15.

IV – CONCLUSÃO
Devemos ter como objetivo viver em paz com todos os homens, ou seja, devemos fazer todo o possível para não devermos nada a ninguém, nem mesmo o perdão.
Rom 12:8.